Diário de bordo: Irlanda

Eu no meio da bandeira da Irlanda, que saudade!!!

Já contei para vocês que em 2007 realizei o sonho de fazer intercâmbio e alguma das lembranças que trouxe. Agora vou compartilhar como foi a escolha da Irlanda e mostrar alguns lugares especiais de lá.

Em meados de 2000 minha vontade era ir para São Francisco, Califórnia. Meu padrinho morava lá, então facilitaria muito as coisas. Aí aconteceu o atentado de 11 de setembro e meu pai vetou qualquer expectativa de ir para as terras do Tio Sam, com medo de retaliação, guerra ou algo do tipo. Foi quando começou a minha paquera por terras européias. Lá seria mais fácil estudar inglês e poder viajar para outros países. Fiquei entre a Irlanda e a Inglaterra, mas a facilidade da documentação da Irlanda, sem falar que era (um pouco) mais barato pesou na escolha.

Um dos vários parques espalhados pela cidade

O país é lindo. Ainda tem muita natureza, as pessoas são super receptivas e não existe mais conflito entre Irlanda do Norte (a parte do país que faz parte do Reino Unido) e Irlanda (o principal foco de conflito era religioso, protestantes contra católicos).  Dublin (onde fiquei e capital do país) parece uma cidade de interior se comparada a São Paulo ou as grandes cidades brasileiras, mas é bem desenvolvida, apesar de ainda ter problemas sociais, como alcoolismo e pobreza em certos lugares.

Rio Liffey

A cidade é literalmente dividida pelo Rio Liffey, a região mais nobre (que é nomeada pelo números pares, Dublin 2, Dublin 4, Dublin 6… quanto menor o número mais perto do rio) fica do lado sul e a região mais simples fica do lado norte (nomeada pelos números ímpares: Dublin 1, Dublin 3…). É no centro que tem a rua mais importante de Dublin, a famosa Grafton Street, lá não passa carros e é conhecida por ter lojas das grifes caras. É também onde se concentram grande parte dos artistas de rua, o que é muito comum na Europa em geral.

Cliffs, um espetáculo a parte

Como a maioria das cidades européias, Dublin é recheada de parques. É só abrir um solzinho que os irlandeses se esticam no gramado e ficam curtindo os raros momentos de calor. Por falar em natureza, um passeio que vale a pena é para os Cliffs of Moher, que fica em Gaway, pertinho de Dublin. Uma paisagem de tirar o fôlego.

Eu e a Guinness, a tradicional cerveja irlandesa

E não podíamos falar de Irlanda sem falar de pubs e cerveja, muita cerveja. Tem até uma rua em homenagem a paixão nacional (tanto aqui, quanto lá) que leva o nome de Tample Bar, ela fica no centro da cidade e está recheada dos melhores restaurantes, bares e pubs tradicionais (onde dá para ouvir músicas típicas da região) e fica apinhada de gente querendo curtir a noite.

Por mim passava horas falando sobre a Irlanda, mas o post já está enorme. Gostaram?

Anúncios

Sobre delunadelua

Maria de Luna, 31 anos, jornalista, apaixonada por muitas coisas da vida. Se descobrindo a cada dia como mulher e mãe. Esse aqui é um cantinho especial para trocar experiência e outras coisinhas mais.
Esse post foi publicado em Diário de Bordo e marcado . Guardar link permanente.

14 respostas para Diário de bordo: Irlanda

  1. GirlieDotCom disse:

    Claro que já sabia da sua viagem, mas foi legal ler mais sobre as particularidades do lugar! Impressão minha ou esse Rio Liffey tem um lado Veneza Feelings? Hahaha! E a paisagem de Cliffs of Moher é linda demaaaaais! Mas se eu fosse morar em algum lugar da Europa, eu iria para Londres, sonho antigo! Um dia, realizo!

    Beijo

    Japa

  2. GirlieDotCom disse:

    Esqueci… amo Guinness! Quando vamos tomar uma (s)?

  3. Doan disse:

    Pois é. E eu fico igual a música do Zeca, o Pagodinho: “Nunca vi, nem comi, eu só ouço falar”.

  4. Rogério disse:

    Deu vontade de conhecer!

  5. Doan disse:

    Guiness é uma refeição. Tome duas pints no café de manhã e não se preocupe em almoçar e jantar. Um dia quem sabe eu conheço a terra desta cerveja.

  6. Andréa Cruz disse:

    que legal, deve ser maravilhoso fazer intercãmbio, as fotos estão mto bonitas!

    http://www.teliganadica.wordpress.com

  7. Camille disse:

    Adorei o post,
    existem viagens inesquecíveis o bom mesmo é sempre lembrar delas!!
    Adorei os comentários do Doan!!!
    Agora quero saber das outras cidades que visitou!!
    Beijosssssss

  8. Que lugar bonito! Nunca sai do Brasil, mas sei que tem cada coisa nesse mundo aí .. rs E que cervejão ein! Hahaha

    http://www.batomnosdentes.blogspot.com
    Beijocas, Maria Luiza

  9. Tati Canto disse:

    Que máximo! gostaria de conhecer a Irlanda!
    Bjs, Tati
    http://loveshoesblog.wordpress.com/
    @loveshoesblog

  10. ferdssp disse:

    Caramba vc foi pra terra dos Leprechauns….

    Q beleza é esse monte Cliffs, deve ser um lugar bem tranquilo para se passar um fim de tarde.

    Tomar uma Guinnes direto da fonte, deve ser uma experiência sensacional…valeu pela dica.

    Bjos

  11. Pingback: Diário de Bordo: Paris | De Luna

  12. Pingback: Diário de Bordo: Londres | De Luna

  13. Nathy disse:

    Olha o tamanho desse copo de Guinness!!! Me deu até sede ahauhauha!
    Gente que lugar lindo. Eu não fazia muita questão de conhecer lá não, mas depois desse post, deu vontade de ir pra lá!
    Aaah quero viajaaaar!..rs
    =*

  14. Pingback: Diário de Bordo: Madrid | De Luna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s